ROTAS CENTRO

Beira ALTA - Beira BAIXA - Beira LITORAL


A Paixão por Portugal… O amor pela nossa terra!


Viagens ao CENTRO da nossa terra...

É tempo de regressar ao INTERIOR!

Aldeias do Xisto,de Montanha e Históricas, paisagens de serra, comida de conforto, poisos de charme.

Território fértil em paisagens, imagens e sabores, gentes destemidas, corajosas e fraternas, portugueses que vivem com amor, mais forte que qualquer dor. Portugal é assim, uma tela viva onde nos perdemos e encontramos, onde vivemos e amamos.

Não é preciso percorrer muitos quilómetros para se perceber que há diversidade e riqueza de património no CENTRO do país. Falemos de aldeias - do Xisto, de Montanha, Históricas -, falemos de natureza e falemos de gente resilinte e hospitaleira.



As ETAPAS das "ROTAS CENTRO" de Portugal



Beira BAIXA e Beira ALTA - Centro de Portugal

Na verdade, Portugal é um país MÁGICO!

 

 

ETAPA    7 - Viseu - Guarda

ETAPA    8 - Guarda - V.N.Foz Coa 

ETAPA    9 - V.N.Foz Coa - Castelo Branco

ETAPA 10 - Castelo Branco - Marvão  



Distritos e Provincias - Região CENTRO

Pincelando o que não precisava de o ser...

Os 6 DISTRITOS :

- Aveiro

- Viseu

- Guarda

- Coimbra

- Castelo Branco

- Leiria

3 PROVINCIAS :

- Beira Litoral

- Beira Baixa

- Beira Alta


Algumas das mais belas paisagens do país estão AQUI!


É TEMPO DE RENASCER!

RENASCER DO XISTO!

Depois de um 2017 marcado pelos piores motivos, é tempo de fazer do CENTRO motivo de conversa pela reconstrução, por tudo aquilo que o fogo não levou e por tudo aquilo que importa preservar.

Por mais paradoxal que possa parecer, este é o momento certo para percorrer a regiã, não (apenas) por solidariedade, mas pelos seus muitos tesouros.


E tudo isto e ao mesmo tempo, dando a conhecer toda uma região e um território tão rico e tão diversificado, com um povo que acumulou saberes e sabores ao longo de centenas de anos, que soube preservar o melhor da sociedade global em identidade local, num país tão pequeno que se manteve unido, feito por um povo que nunca desistiu de construir...


CENTRO DE PORTUGAL

Marco geodésico que assinala o centro do país.


MIRADOURO DO PICOTO DA MELRIÇA

CENTRO DE PORTUGAL - Marco geodésico que assinala o centro do país.

Saindo de Vila de Rei em direcção à Sertã, 1.8 km depois, encontrará devidamente assinalado o desvio para o Picoto da Melriça – Centro Geodésico de Portugal, 900m depois e encontrar-se-á no Centro Geodésico de Portugal o que significa estar no centro do país.

Com uma altitude de 600 m, este local permite ao seu visitante uma visão de 360º sobre um horizonte vastíssimo, em que se destaca a Serra da Lousã e, com tempo limpo, a Serra da Estrela, esta quase a 100 km de distância.

Neste local existe o Museu da Geodesia. Sala de exposição temática, pequeno auditório, loja de recordações e bar, enriquecem este espaço num local que é uma das referências do concelho.

Aqui situa-se o vértice geodésico de primeira ordem, conhecido por Picoto da Melriça. Contudo, o ponto central da projecção utilizada na cartografia portuguesa fica perto deste local: a cerca de 200 metros para oeste e 2900 metros para sul. 

O marco geodésico é uma pirâmide de alvenaria com nove metros de altura, começada a construir em 1802 e situada a uma altitude de 587 metros. Lá do alto obtém-se excelente vista de 360º sobre toda a região e é possível distinguir as terras da região envolvente. 

Neste local situa-se também o Museu da Geodesia, inaugurado em 2002, que apresenta uma sala de exposições, um pequeno auditório e uma loja de recordações.

A Serra da Melriça, conhecida localmente como "Picoto da Melriça", é uma serra portuguesa situada a cerca de dois quilómetros a nordeste da povoação de Vila de Rei, sede do concelho com o mesmo nome, do Distrito de Castelo Branco.

Com uma área pequena de ocupação, tem a altura máxima de 592 metros.

A importância desta serra resulta do facto de nela estar localizado o Centro Geodésico de Portugal Continental. Nela encontra-se o marco geodésico padrão "TF4" a partir do qual se deu início às observações angulares dos restantes vértices geodésicos de todo o Portugal Continental. As coordenadas do marco geodésico são: latitude: 39º 41' 40,20619 N ; longitude: 8º 07' 50,06228 W. Existe também uma Pirámide de 1ª Ordem que "simboliza" o centro geodésico com as coordenadas: 39º 41' 40.20619 N ; 8º 7' 50.06228 W. Ao contrário do que muita gente pensa, não existe nenhum marco geodésico com coordenadas rectangulares (0,0).



Um território falsamente longinquo e tantas vezes esquecido, que esconde algumas das mais preciosas paisagens e trilhos do país. Se possivel para descobir...a pé, para não assustar os veados.



Saber viver nestas aldeias é uma arte. E estas aldeias são um quadro que covem preservar!

Ver uma só Aldeia não é ficar a conhece las todas. Além disso, muitas das estradas e trilhos que as ligam valem a viagem por si só.

Não existe uma ROTA definida. Cada um será livre de traçar o seu percurso.
Há o xisto a uni-las, sim, mas têm vivencias, tradições, arquitetura, pratos e envolvencias distintas. Complementam se!
Ver uma não é ficar a conhece las todas. Além disso, muitas das estradas e trilhos que as ligam valem a viagem por si só.

Saber viver nestas aldeias é uma arte. E estas aldeias são um quadro que covem preservar!



ROTAS "Portugal Profundo", by Paula Abreu ©

IN Serra da Lousã

Há palavras que fazem bater mais depressa o coração – todas as palavras - umas mais do que outras, qualquer mais do que todas. Conforme os lugares e as posições das palavras. Segundo o lado onde se ouvem – do lado do Sol ou do lado onde não dá o Sol. Na Aldeia de Talasnal

Beija-me o sol,
abraça-me o vento,
faço do verde meu cachecol,
onde me aconchego e me aposento.
Acariciam-me as formas,
as cores e o relevo,
desta paisagem sem normas,
onde, feliz, me atrevo,
onde, feliz, me enleio
e por regressar.. anseio.


Se é para chegar ao FIM: desfruta do caminho!!