Café a Brasileira – Braga

GPS: 41°33'3.11"N 8°25'24.63"W - Largo Barão São Martinho, 17 - Braga

Sentados numa das pequenas mesas com vista para a movimentada rua da zona histórica de Braga, no Largo Barão de São Martinho, com sons de conversas sobrepostas umas sobre as outras, no que parece ser uma antiga sala de estar de um prédio, que emergimos na história deste café. Aqui, na Brasileira, um dos cafés da rede abertos por todo o país, é imperativo pedir o “café de saco”, café moído especial deste estabelecimento e tirado ainda na máquina original. Se quisermos ser bastante mais genuínos, e de acordo com a época em que a Brasileira abriu, temos que beber o café num copo de vidro transparente.

A Brasileira abriu as portas, em Braga, em 1907. Está quase a completar 110 anos desde que Adriano Soares Teles do Vale decidiu abrir as portas ao público, depois de regressar do Brasil onde esteve emigrado e onde enriqueceu graças à indústria do café. Tal como em Braga, podíamos encontrar A Brasileira em Lisboa (Chiado e Rossio), Porto, Aveiro e Coimbra.

Em 2008/2009 este estabelecimento sofreu obras de remodelação que o tornou num espaço ainda mais aprazível, mas sem perder a identidade que o torna único. Isto é fruto, also, das características intrínsecas de um edifício centenário. Mas a história da Brasileira não se conta apenas pelas paredes e pela arquitectura. Este é um local de pontes entre gerações. Avós, filhos e netos frequentam religiosamente o café, como podem testemunhar os funcionários mais antigos.

Para além do imprescindível café, não deixe de provar os diferentes tipos de bolos disponíveis e, se o tempo for convidativo, troque o interior pela esplanada (mas vá ver o interior de qualquer maneira).

 

Largo Barão de São Martinho, 17, Braga

GPS: 41°33'3.11"N 8°25'24.63"W